No primeiro ano de vida as consultas do bebê ao pediatra deverão ser realizadas logo no primeiro mês entre o 18º e 25º dia de vida. Nesta consulta são avaliados os parâmetros de peso, estatura, perímetro cefálico assim como, avaliação do coração, visão, audição e realização de exame físico completo e o desenvolvimento da criança. As próximas consultas deverão ser no 2º, 4º, 6º, 9º, 12º, 15º e 18º mês para uma avaliação do crescimento e desenvolvimento adequado da criança.

No primeiro ano de vida por conta da imaturidade da função imune o bebê é mais susceptível a doenças. Neste contexto certos problemas de saúde precisam de atenção imediata, e a criança deve ser levada ao médico.

Leve ao médico assim que puder se o bebê:

Estiver com diarreia há mais de 12 horas.;
Tiver colocado algum corpo estranho no nariz, ouvido, boca ou vagina. Nunca tente remover o objeto sozinho. Tosse repentina sem nenhum outro sintoma também pode ser sinal de aspiração de algum corpo estranho.
Sofrer uma queimadura de superfície maior que a de um polegar de adulto, Pincipalmente se houver formação de bolhas (isso inclui queimaduras de sol).
Estiver com febre Smpre leve o bebê ao médico se a febre for alta (acima de 39 graus), ou se persistir por mais de dois dias, ou se o bebê apresentar algum outro sintoma preocupante, como erupções de pele ou choro constante.
Estiver vomitando há mais de 12 horas Ou se tiver algum outro sintoma junto com o vômito, como febre ou erupções na pele.
Estiver com a moleira funda Junto com outros sintomas, como lábios secos, diminuição na quantidade de xixi, urina muito amarela, ausência de lágrimas. Tudo isso pode indicar desidratação, uma consequência de vômitos, diarreias ou febre.
Estiver chorando sem parar Você conhece o padrão de choro do seu filho, melhor que qualquer outra pessoa (mesmo que não acredite nisso). Se acha que ele está chorando muito mais que o normal, ou de um jeito diferente, siga seus instintos e procure o médico.

– Tiver respiração difícil, ofegante, com gemido, especialmente após abaixar a temperatura para menos de 38 graus.

Apresentar sangue no vômito ou nas fezes. É importante falar imediatamente com o médico. Muitas vezes não é nada de grave, mas outras causas precisam ser descartadas. Lembre-se de que, se seus bicos do seio estiverem rachados e sangrando, pode ser que apareça sangue na regurgitação do seu filho.
Estiver com a pele vermelha ou irritada, com algum tipo de alteração, Especialmente se também tiver febre.
Estiver com “tosse de cachorro” e chiado ao inspirar Certos tipos de laringite podem obstruir a passagem do ar na garganta.
Apresentar algum sintoma de meningite, como: Moleira estufada (mais levantada que o normal); A criança não reage a estímulos; Moleza excessiva; Prostração, letargia; Erupção vermelha vivo ou arroxeada na pele, que não desaparece quando se pressiona um vidro transparente contra ela; Aversão à luz; Rigidez no pescoço.